(51) 3222-5577
slide1
slide2
Institucional
Associe-se
Produtos
Centro de Eventos
Informativo SincoPeças
Notícias
Eventos
Convenções
Emissão de Guias
Guia de Negócios
Banco de Currículos
Localização
Sincopeças Brasil
Contato
 
 Cadastre-se
Receba as novidades do Sincopeças e do segmento
de autopeças, fazendo
seu cadastro aqui

Notícias

Palestra debate lei que regulamenta a profissão de comerciário
14 de Junho de 2013

O Sincopeças-RS promoveu café da manhã e palestra, no dia 13 de junho, em Porto Alegre. O evento reuniu empresários para a troca de informações sobre a Lei nº 12.790/2013, que regulamenta a profissão de comerciário.

José Domingos De Sordi, assessor jurídico da área trabalhista do Sindicato, falou sobre o texto da lei, que tem base no projeto de autoria do senador Paulo Paim (PT-RS), com substitutivo do senador Ricardo Ferraço (PMDB-ES). Segundo ele, o artigo 1º expõe que comerciários são integrantes da categoria profissional de empregados no comércio, conforme o quadro de atividades e profissões do art. 577, combinado com o art. 511, ambos da Consolidação das Leis do Trabalho.

Para De Sordi, neste cenário, na prática não há mudanças para as empresas. “A lei é esdrúxula, meramente declaratória. Não define, não conceitua, não cria condições especiais e específicas e não regulamenta uma profissão de comerciários”, afirmou.

Conforme o assessor, o empresário não terá dificuldades para o cumprimento da nova legislação. “Na Carteira de Trabalho e Previdência Social, a atividade ou função desempenhada pelos empregados do comércio deverá ser especificada, desde que inexista a possibilidade de classificação por similaridade”, explicou.


A lei determina:

-  A jornada normal de trabalho dos empregados no comércio é de 8 horas diárias e 44 semanais.

- A jornada poderá ser alterada somente mediante convenção coletiva ou acordo coletivo de trabalho.

-  É admitida jornada de 6 horas para o trabalho realizado em turnos de revezamento, sendo vedada a utilização do mesmo empregado em mais de um turno de trabalho, salvo negociação coletiva de trabalho.


Para De Sordi, a lei não define, não conceitua, não cria condições especiais e específicas e não regulamenta uma profissão de comerciários.
Fechar Próxima Anterior

Para De Sordi, a lei não define, não conceitua, não cria condições especiais e específicas e não regulamenta uma profissão de comerciários.


+ notícias

Envie por E-mail

Dados Para Envio:
*
*
*
*
*

Downloads de Palestras



Informativo

Clique aqui e
acesse as edições anteriores



Feriados
Municipais

 

Banco de CurrículosCompra e VendaGaleria de Fotos
Links Rápidos
Correios
Cotação de Veículos
Detran RS
Diário Oficial do Estado
Diário Oficial da União
Fecomércio-RS
Governo do Estado RS
Junta Comercial do RS
Ministério do Trabalho
Ministério dos Tranportes
Prefeitura de Porto Alegre
Previdência Social
Receita Federal
Rotas Turísticas RS
Sebrae - RS
Secretaria da Fazenda RS
Serasa
Tribunal de Justiça do RS
Avenida Paraná, 2.435 | São Geraldo | 90240-602 | Porto Alegre/RS | Tel: (51) 3346-5644 / 3346-7012 | Fax: (51) 3222-5456