(51) 3222-5577
slide1
slide2
slide3
Institucional
Associe-se
Produtos
Centro de Eventos
Informativo SincoPeças
Notícias
Eventos
Convenções
Emissão de Guias
Guia de Negócios
Banco de Currículos
Localização
Sincopeças Brasil
Contato
 
 Cadastre-se
Receba as novidades do Sincopeças e do segmento
de autopeças, fazendo
seu cadastro aqui

Notícias

Pesquisa analisa resultados do aftermarket em 2014
14 de Abril de 2015

O mercado brasileiro de reposição movimentou R$ 106 bilhões em 2014, com crescimento nominal de 1,7% em relação ao ano anterior. Cerca de 64% do faturamento são originados das vendas de peças, partes e acessórios para veículos leves e 36% das vendas para veículos pesados. Os dados são do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT), que computou as vendas de componentes automotivos no aftermarket de montadoras, atacadistas e varejistas, incluindo as oficinas mecânicas.

A pesquisa analisou os resultados de 2014 e foi apresentada em março. Para o Instituto, a expansão das vendas de veículos para o patamar acima de 3 milhões de unidades licenciadas ao ano a partir de 2009 levou o Brasil a se posicionar entre os maiores mercados automobilísticos mundiais. Uma nova estrutura de mercado começou a se formar, onde puxado pelo crédito, às vendas aos consumidores demandaram veículos com mais qualidade e conteúdo embarcado. A robusta expansão automotiva trouxe um portfólio de oportunidades de negócios para os demais segmentos automotivos como o aftermaket.

De acordo com o estudo, são 314.900 empresas que atuam no mercado de reposição automotiva, sendo 59,98% de comércio atacadista e varejista de peças, partes e acessórios novos para veículos, 36,5% de oficinas mecânicas, 3,52% de atacadistas e varejistas de veículos novos (concessionárias).

As montadoras representam 8,22% do faturamento da reposição e vendem para as concessionárias de veículos. Os distribuidores atacadistas tem faturamento de 31,46% do mercado de reposição e vendem para as empresas varejistas, oficinas e frotistas (empresas que possuem frota própria ou terceirizada de veículos). Já as empresas varejistas representam 60,32% do faturamento do mercado da reposição e vendem diretamente para os proprietários de veículos, como também para as seguradoras.

Os principais produtos em termos de curva A, B e C (lubrificantes, freios, baterias, amortecedores, velas de ignição, pneus, filtros de ar e óleo, correias, lâmpadas de faróis, vidros automotivos, acessórios, etc.), são fabricados localmente pelas indústrias de autopeças, entretanto, cerca de US$ 2 bilhões são importados pelas montadoras, distribuidores atacadistas e empresas varejistas de autopeças.

A margem de rentabilidade do mercado de reposição foi de 14% em 2013 e de 9% em 2014, com o faturamento performando 6% em 2013 e 4% em 2014. A estrutura fiscal do mercado de aftermarket envolve uma carga tributária média de 39%, mas que apresenta diferenças estaduais devido aos regimes fiscais de cada estado. 



+ notícias

Envie por E-mail

Dados Para Envio:
*
*
*
*
*

Downloads de Palestras



Informativo

Clique aqui e
acesse as edições anteriores



Feriados
Municipais

 

Banco de CurrículosCompra e VendaGaleria de Fotos
Links Rápidos
Correios
Cotação de Veículos
Detran RS
Diário Oficial do Estado
Diário Oficial da União
Fecomércio-RS
Governo do Estado RS
Junta Comercial do RS
Ministério do Trabalho
Ministério dos Tranportes
Prefeitura de Porto Alegre
Previdência Social
Receita Federal
Rotas Turísticas RS
Sebrae - RS
Secretaria da Fazenda RS
Serasa
Tribunal de Justiça do RS
Avenida Paraná, 2.435 | São Geraldo | 90240-602 | Porto Alegre/RS | Tel: (51) 3346-5644 / 3346-7012 | Fax: (51) 3222-5456